quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

"O Gato de Botas", um filme super divertido!


Oi pessoal, hoje eu assisti ao filme “O Gato de Botas”.
O filme conta a história de um gato que tinha um chapéu, um par de botas bem maneiras, um cinto e uma espada.
O Gato de Botas era um ladrão e era um fugitivo.
Um dia ele foi em uma cidade que estava tendo uma festa do fogos, quando estava bebendo seu leitinho em um bar, um homem falou com ele sobre os feijões mágicos.
O Gato de Botas ficou com vontade de roubar os feijões mágicos e foi atrás deles.
Nisso ele encontra um gato que também queria roubar os feijões. Depois de tentar roubar e não conseguir, o outro gato vai embora. O Gato de Botas curioso vai atrás.
Quando ele chegou lá, no esconderijo, viu muitos outros gatinhos, então viu que o gato não era exatamente um gato, era uma gata!
Lá ele encontra também o Ovo, seu amigo de infância, mas eles estavam brigados.
Então o Ovo pede desculpas e o Gato de Botas e a Gata saem em busca dos feijões mágico.
A parte que eu mais gostei foi o final, mas eu não vou contar para vocês, porque final não se conta!


Sinopse:
Muito antes de conhecer Shrek, o notório lutador e sedutor Gato de Botastorna-se um herói ao sair em uma aventura com a durona e malandra Kitty Pata-Mansa e o astuto Humpty Alexandre Dumpty para salvar sua cidade. Complicando a situação, os fora da lei Jack e Jill fazem de tudo para ver o Gato de Botas e seu bando fracassarem. Essa é a verdadeira história do Gato, do Mito, da Lenda... e, é claro, das Botas.






quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Leitura do dia: "Meu avô tem oito anos", de Sônia Travassos

O livro conta a história sobre uma família que estava indo para a casa do avô para comemorar seu aniversário. 
Ele morava em Copacabana e para chegar lá pegaram o maior engarrafamento dentro do túnel.
Eles ficaram parados uma hora e enquanto eles estavam parados , Renata, a mãe dos meninos, Miguel e Vítor, ficou contando uma história em que o avô dos meninos quando era criança, tinha andado de elefante em Copacabana. 
Quando conseguiram sair do túnel, uma bola de basquete voou na direção do vidro do carro e bateu. PAF. Sorte que não quebrou o vidro.
Então eles perceberam que tinham muitos carros antigos e pensaram que ia ter uma exposição. Quando Miguel se virou para pegar a câmera e tirar a foto viu, que o túnel Rebouças, tinha sumido.
Eles tinham voltado no tempo e estavam nos anos trinta. 
Esconderam o carro, pegaram as bicicletas e foram para a casa do avô.
Então de repente, Renata lembrou que nos anos trinta, seu pai tinha oito anos e falou para todos que se dissessem para o pai que eram filha e netos dele, todos iriam achar que eles estavam malucos.
A família viveu uma grande aventura na Copacabana dos anos trinta, onde tudo era diferente. 
Mas a maior aventura vivida pelos meninos foi quando subiram no elefante Jujuba e andaram nele. 
O livro conta várias histórias reais que aconteceram naquela época e mostra muito a forma como as pessoas viviam e como era a Copacabana dos anos trinta.
A parte que eu mais gostei foi quando a galinha deu uma bicada no bumbum de um garoto que não queria largar o seu pintinho.


Sinopse:
Tudo começa com um habitual passeio de fim de semana, no Rio de Janeiro, rumo ao aniversário do avô. Para distrair os filhos do engarrafamento, a mãe decide falar sobre como era o bairro carioca de Copacabana no início do século 20, ainda um local deserto e de difícil acesso, isolado pelos morros. De repente, acontece o que parece impossível: o carro do grupo chega... ao Rio de Janeiro de 1938!

As andanças do casal e dos dois meninos pelo passado criam instantes mágicos, como a passagem de um circo em plena avenida Nossa Senhora de Copacabana, o trajeto de bicicleta pela então pista única da avenida Atlântica, a visão do imponente Copacabana Palace tal qual a família está acostumada a vê-lo no presente. Mas a melhor parte começa quando o quarteto chega à casa em que o avô morava.

A narrativa suave e intrigante captura o leitor desde as primeiras linhas. O relato das aventuras, hábil ao mesclar a ótica dos meninos contemporâneos com um delicioso toque de nostalgia, ganha força adicional com as belas ilustrações de Taline Schubach.

Vida em família, rivalidade entre irmãos, dificuldades da vida moderna são alguns dos temas abordados em Meu avô tem oito anos, nono livro de Sônia Travassos, que há mais de duas décadas atua na promoção da leitura entre crianças, jovens e educadores. É autora dos livros Visconde todo prosa, Uma nova amiga, Quem manda aqui sou eu e Picapaus unidos são invencíveis, todos publicados pela Editora Globo.

Título: Meu avô tem oito anos
Autor: Sônia Travassos
Gênero: Literatura infantojuvenil
Páginas: 112
Formato: 14 cm x 21 cm
ISBN: 9788525035264
Preço: R$ 29,90

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Leitura do dia: "O Menino que Contava Estrelas", de Alexandre Azevedo

O livro conta a história sobre um menino que chegou para o pai e perguntou curioso:
"Pai, quantas estrelas têm no céu?"
O pai respondeu:
"Acho que milhões."
O menino insatisfeito com a resposta do pai, falou que ia contar as estrelas do céu para saber o número exato. Então ele começou: um, dois, três...
Todos os vizinhos e vizinhas foram chegando e parando para ver o menino que contava estrelas.
Ele só parou de contar quando sua namorada chegou.
E essa foi a parte que mais gostei, quando a namorada do menino chega, ele vê duas estrelinhas brilhantes  nos olhos dela e perde a conta. (Nina krivochein)


Sinopse:
Quem diria que bastaria um menino se decidir a contar estrelas para que todas as pessoas do bairro se amontoassem em frente a sua casa, as pessoas da cidade se esquecessem da novela e do futebol e, no mundo inteiro, todas as guerras fossem deixadas de lado? O menino foi contando, contando... até que, quando estava por volta dos cinco trilhões, viu duas estrelinhas diferentes brilhando em outro lugar e, encantado, perdeu a conta. Descubra aqui a importância e o poder de coisas consideradas simples e corriqueiras, capazes de encher de surpresa e magia nossa vida.

  • Editora: Saraiva
  • Autor: ALEXANDRE AZEVEDO
  • ISBN: 9788535703047
  • Origem: Nacional
  • Ano: 2003
  • Edição: 1
  • Número de páginas: 16
  • Acabamento: Brochura
  • Formato: Médio
 


quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Leitura do dia: Cadê, de Guto Lins

Cadê o ratinho que estava aqui?
O livro que li é de perguntas e respostas.
fala sobre um rato que vai atrás de um queijo e esse ratinho faz uma confusão para achar o queijo. 
O livro é rimado e passamos por várias situações até achar o queijo.
Mas, cadê o ratinho que estava aqui?
A parte que eu mais gostei foi do final porque minha mãe fez cosquinha do meu braço até o queixo. Essa parte fala:
foi por aqui, foi por aqui, foi por aqui...
(Nina Krivochein)




Sinopse:
Cadê? faz parte da Coleção Prequeté, de Guto Lins, que chega às livrarias de todo o país pela Editora Globo. Essa coleção traz rimas, ritmo e jogos de palavras para brincar com a imaginação das crianças. Neste livro, o autor faz uma brincadeira com animais e objetos e, assim, deixa rolar a imaginação.

  • Editora: Globo
  • Autor: GUTO LINS
  • ISBN: 9788525045010
  • Origem: Nacional
  • Ano: 2008
  • Edição: 1
  • Número de páginas: 28
  • Acabamento: Brochura
  • Formato: Médio



sábado, 19 de novembro de 2011

TV Piá, perfil de Nina Krivochein

Esta matéria que a TV Piá fez comigo ficou tão linda! Amei a parte que estou fugindo de casa!
Beijinhos! (Nina Krivochein)


quinta-feira, 17 de novembro de 2011

A Escola que eu quero para mim!

Achei esse vídeo tão fofo! A voz do amiguinho contando a história é tão legal que vou colocar o vídeo aqui para vocês!
Quem ficar interessado no livro tem resenha dele no blog. Então clica aqui!
Beijinhos da Nina Krivoochein


terça-feira, 8 de novembro de 2011

Leitura do dia :"E Um Rinoceronte Dobrado", de Hermes Bernardi Jr.

O livro conta a história sobre o que era guardado dentro de uma caixa de sapato. Nessa caixa eram guardadas mil coisas: um leão de sapato alto, uma girafa com arame em volta, um jacaré de terno, um macaco de patins e muitas outras coisas.
No livro tem coisas absurdas que guardam dentro da caixa de sapato, tipo, não dá para guardar uma onça na caixa de sapato e isso é muito engraçado!
O livro é escrito em forma de rima, ele se torna engraçado e fácil de ler.
O livro pergunta o que você guardaria numa caixa de sapato, eu guardaria doces e brinquedos e uma estante cheia de roupas.
Eu adorei procurar as figuras nas páginas porque eu ficava assim:
"Achei! Achei! Achei!"
Beijos da Nina Krivochein.





Sinopse:
Um poema-brincadeira sobre o tanto e o tudo que alguém poderia guardar de lembrança numa pequena caixa de sapatos. A publicação é para crianças de todas as idades e oferece uma imersão num conjunto superintenso de imagens visuais e verbais. Guto ilustra as piruetas poéticas de Hermes. O resultado só poderia ser uma leitura que surpreende, que faz rir e que faz pensar.
Autor: Hermes Bernardi Jr.
Ilustrador: Guto Lins
Projeto Editora

ISBN-13: 9788585500696
Idioma: Livro em português
Encadernação: Brochura
Dimensão: 25 x 25 cm
Peso: 0,310 kg
Edição: 1ª
Ano de Lançamento: 2008

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Leitura do dia: "Controle Remoto", de Tino Freitas


A cegonha deixou um menino e o controle remoto na casa na mulher e do homem, estes eram os pais dele. Mas só depois que a cegonha partiu é que os pais descobriram que o bebê tinha vindo com um controle remoto.
No começo era só "babação", que significa amor e carinho, mas depois quando chegou a fase do xixicocô (meu pai chamava de xixicocômeleca), passaram a usar o controle remoto.
O primeiro passo era a mulher apertar a tecla SAP que quer dizer: Serviço de Ajuda aos Pais e apontar para o menino, que ele começava a dizer o que queria: "Quero comida!".
Então eles passaram a usar o controle remoto para tudo: escola, tomar banho, fazer a lição de casa e para o menino parar de brincar.
Quando o homem e a mulher brigavam, o menino ficava descontrolado e aí podia fazer o que tinha vontade.
Mas um dia o controle remoto quebrou e o homem e a mulher tiveram de jogar o controle no lixo.
A partir desse dia tudo começou a ficar mais gostoso, porque o homem e a mulher tiveram de virar pai e mãe. A mãe lia história para o filho antes de dormir e o pai passou a ajudar nas lições de casa, e as refeições ficaram mais gostosas porque todo mundo fazia junto!
Eu gostei das ilustrações e da página em que eles jantaram juntos porque jantar com a família é muito legal!
(Nina Krivochein)


Sinopse:
Junto com o bebê, a cegonha traz um controle-remoto. O bebê abre o berreiro e os pais entram em desespero? Basta apontar o aparelho para o menino e apertar a tecla SAP (Serviço de Ajuda aos Pais) para ver que ele só tenta dizer 'quero comida!'. As outras teclas do controle são também muito práticas - Stop, Play, Sleep, Alarm, Menu, Repeat. O menino cresce sob controle. Vai tudo muito bem. Até que, um dia, a pilha do aparelho acaba e o menino desaba.

ISBN-13: 9788586218644
Idioma: Livro em português
Encadernação: Encadernado
Dimensão: 28 x 14 cm
Edição: 1ª
Ano de Lançamento: 2010
Número de páginas: 52
Faixa etária:  a partir de 7 anos.

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Leitura do dia: "A Princesa Tiana e o Sapo Gazé", de Márcio Vassallo.

O livro conta a história sobre a princesa Tiana e o sapo Gazé.
Os dois tinham a mesma fome de magia, mas ainda não sabiam do que era essa fome. E os dois não conseguiam dormir.
Todo dia tinha uma fila de príncipes querendo conquistar a princesa Tiana, mas ninguém conseguia porque Tiana não ficava feliz.
Um dia apareceu o sapo  Gazé, ele gostava de beijar lagartixas (tipo a minha Tuxa), então ele viu a fila e procurou os seus amigos feiticeiros para pedir ajuda. Na verdade ele não pediu ajuda, ele pediu calma.
Então ele se disfarça de amigo para entrar no castelo e conquistar a Tiana. Eles se tornam grandes amigos.
O sapo Gazé fica com medo da princesa Tiana descobrir a verdade que ele é sapo, e tem a ideia de contar para ela, só que ele conta de uma forma um pouquinho diferente.
A parte que eu mais gostei foi a dos cozinheiros que fazem toda comida que ela pedir. Eu queria ter cozinheiros assim.
Eu aprendi uma palavrinha nova neste livro, que é suburbano: que é a pessoa que mora numa região da cidade localizada bem longe do centro.
(Nina Krivochein)


Sinopse:
Princesas, filas de pretendentes e sapos fazem parte do imaginário popular. Usando tais personagens, Márcio Vassallo nos conta a história A Princesa Tiana e o Sapo Gazé com uma linguagem moderna, entremeada por trechos hilários, até o clímax final: o beijo. Após o beijo, a criatividade do autor nos surpreende com um final encantador. As ilustrações de Mariana Massarani enfatizam a graça do texto e nos divertem a cada página.

Autor: Márcio Vassallo
Ilustradora: Mariana Massarani
ISBN: 978-85-7412-032-4
Editora: Brinque-Book
Formato: 24 x 25 cm
Número de páginas: 32

domingo, 23 de outubro de 2011

Leitura do dia: "Na roça é diferente", de Maurício de Souza.

O livro conta a história sobre o Chico Bento e seu primo.
O primo de Chico Bento foi passar uns dias na roça, ele não sabia que na roça era diferente. Para ele era diferente porque lá não tinha nada de ligar na tomada e apertar botão.
Ele aprendeu que precisa de tratar os animais com amor e carinho em um sitio ou em uma fazenda.
O primo do chico logo se acostumou com a vida na roça, mas chega do dia de ir embora e ele falou para o Chico que adorou as férias.
Eu gostei da parte que o primo do Chico Bento chega. Porque passa um monte de menininhas atrás da mamãe e atropelam o Chico e ele fica com o Chapéu em cima do bumbum. (Nina Krivochein)


Vem-do-vídeo é uma coleção de livros diferente porque cada história vem de um desenho animado do Videogibi Turma da Mônica. Nesta engraçada história, o primo do Chico Bento sai da cidade para passar uns dias na roça. Ele se diverte bastante e aprende uma porção de coisas sobre a vida no campo.


quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Projeto Autores Mirins visita o Colégio Signorelli em Jacarepaguá

Hoje nosso projeto “Autores Mirins” visitou o Colégio Signorelli, em Jacarepaguá.
Foi  muito divertido porque me receberam com muito carinho.



Primeiro fizemos um bate-papo e conversamos sobre ler e escrever. Depois falamos sobre o meu livro “A Vaca Que Não Gostava do Pasto”, em seguida eu fiz a leitura do livro para as crianças de sete a dez anos e elas adoraram. Depois da leitura elas fizeram perguntas sobre meu livro e a forma como escrevi. 
Mais tarde eu sorteei um livro por nome para uma menina e para um menino. Os nomes escolhidos foram Júlia e Pedro.


Depois do sorteio eu fui para a sala do segundo ano com os alunos, desci para a cantina para lanchar e visitei a biblioteca infantil, onde li dois livros.


O Colégio Signorelli é muito legal e lá conheci as bibliotecárias mais simpáticas e legais do mundo todo. Eu gostei da escola porque me receberam muito bem.
Beijinhos da Nina Krivochein.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Leitura do dia: " Onde o Sol não Alcança", de Janaína Michalski

O livro conta a história sobre Nana e Paulinha. Nana tinha se mudado para uma casa nova. Todo dia ela ia olhar o jardim da nova casa porque ela achava o jardim imenso e cheio de novidades.
Um dia ela estava olhando o jardim e viu uma menina sentada no muro que separava a casa da casa do vizinho. Ela ficou encafifada.
No dia seguinte a Paulinha falou assim:
"Sobe aqui, eu tenho um saco de bala."
Nana subiu e ficou se perguntando como é que a mãe da menina deixava ela comer tanta bala?
Nana e Paulinha ficaram amigas.
A parte que eu mais gostei foi quando elas comem o saco de balas de hortelã. E também gostei das ilustrações porque são diferentes e bem bonitas!
Neste livro aprendi uma palavra nova:
Encafifado, que significa envergonhado, encabulado.
Beijinhos e um feliz dia das crianças para todos os meus amigos. (Nina Krivochein)


Sinopse:
Onde o sol não alcança narra a história da amizade entre Nana e Ana Paula, e de um muro que as aproxima, em vez de afastá-las. Uma história que fala sobre os sentimentos mais simples e sublimes que, aos poucos, vamos deixando de lado no corre-corre da vida, nos atropelos, nas perdas, nos medos, na dificuldade de ver o que é realmente essencial. Em seu livro de estréia, a jornalista gaúcha Janaína Michalski toca fundo no coração do leitor. Com belas e coloridas ilustrações de Alê Abreu, Onde o sol não alcança é um amanhecer que não acaba nunca, mesmo depois que a gente fecha o livro.

Autora: Janaína Michalski
Ilustrador: Alê Abreu
Editora Nova Fronteira
ISBN: 9788520922958
Ano: 2009
31 páginas

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Uma história de amizade!

Eu conheci a tia Andrea na feira de Teresópolis e estou devendo a minha historinha para ela! Mas a mamãe me falou que deveria colocar no meu blog o poema que ela fez contando o começo da nossa amizade que eu amei! Eu te amo tia Andrea!


Menina Andrea, Menina Nina

Menina Andrea e Menina Nina
se conheceram numa manhã quente de sábado,
dividindo uma cortina
e um sonho de vida,
uma de cada lado.
Menina Andrea nasceu há quase quarenta e sete anos.
Quase quarenta anos depois desse dia,
Nasceu a Menina Nina.
E elas amam as mesmas coisas!
Livros, histórias, bichos, pessoas,
jogar bola, criar cenários de casinhas de boneca.
E elas não gostam das mesmas coisas...
só brincar de boneca (sem cenário),
menino que não deixa menina jogar bola,
gente que quer obrigar outra gente
a fazer o que não quer,
ver que ainda tem tanta gente
que mora nas ruas que não tem o que comer...
Menina Andrea pediu à mãe de Menina Nina:
- posso pegar emprestada? Só por uns dias, você deixa?
Menina Nina pediu a sua mãe:
- posso só por uns dias, nas férias, você deixa?
Menina Andrea e Menina Nina vão contar
muitas histórias, inventar personagens,
ler todos os livros de criança
que tiver nas estantes.
Menina Nina vai perguntar:
- Menina Andrea, do que você quer brincar?
Menina Nina pinta de amarelo a vaca Gina.
Menina Andrea pinta de amarelo o seu cabelo.
Menina Andrea e Menina Nina
saem à tardinha,
de mãos dadas,
para sentir o cheiro do vento.
Elas vão caminhando para longe, bem longe.
Para um tempo distante,
sem data,nem local certo.
Sem ônibus, sem carro,
sem pressa, sem documento.
Menina Andrea e Menina Nina
são irmãs de sentimento.


quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Dois Iogurtes e a Conta... com Nina Krivochein

Antes que a semana acabe vou colocar aqui no blog da Nina a deliciosa entrevista que o Mauro Ventura, do Segundo Caderno, Jornal O Globo, fez com ela!
Muitas coisas aconteceram de lá para cá, várias pessoas enviaram e-mails para o nosso site, Tabletes Culturais e também para o próprio Mauro que nos encaminhou hoje.
Amanhã ligaremos para todos que entraram em contato e estão querendo agendar escolas para a Nina levar o seu projeto "Pequeno Escritor".
É estimulante ver de perto o nascimento e crescimento desse projeto. Esperamos levar o universo da leitura para muitas escolas.
Se alguém estiver interessado pode entrar em contato que, com certeza, encontraremos um dia para visitar a sua escola.
Beijos
Joana Cabral


PARA LER MELHOR APERTE O CRTL E LOGO EM SEGUIDA O SÍMBOLO +


quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Leitura do dia: "A Escola Que Eu Quero Pra Mim"

O livro conta a história sobre a escola que eu quero pra mim.
O livro é muito interessante porque mostra como todas as escolas devem ser.
Eu achei bem legal a ideia do diretor não ficar preocupado com a bronca que vai dar e sim com os alunos ficarem felizes na escola!
Eu gostei muito do lanche da cantina que tem bolo, brigadeiro e pudim porque eu adoro bolo, amo pudim e gosto muito de brigadeiro.
O livro é escrito com rimas. A rima facilita muito a leitura.
A autora é muito simpática, é uma autora muito divertida.
Eu também gostei das ilustrações porque são leves e bem caprichadas.
A parte mais legal é a que fala que na escola eles plantam tomilho, salsinha e alecrim, essas ervas não têm um cheirinho muito gostoso?
Lendo este livro eu aprendi duas palavras novas:
Civilidade: que é o modo como as pessoas bem educadas se relacionam.
Estampado - (Sorriso estampado no rosto) - que é gravado; marcado. Então quer dizer que a pessoa tem um sorriso gravado, ou melhor, ela sorri o tempo todo!
Eu super indico este livro! (Nina Krivochein)



Sinopse: 
Nessa escola cheia de cores e alegria, todo aluno aprende o que é cidadania. E na sua escola? Como é?

Autora: Andrea Viviana Taubman
Ilustradora: Luíza Costa
Editora: Ao Livro Técnico
Ano: 2010
ISBN: 978-85-64024-007
32 páginas



segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Leitura do dia: "Aventuras Disney - Monstros S.A."


O livro conta a história sobre os monstros do filme Montros S.A., Sulley e Mike.
No livro, Mike tenta assustar Sulley, mas quanto mais ele tenta, mais ele faz Salley e os outros amigos de Monstrópolis rirem.
Mike era a maior piada para os monstros.
A parte que eu mais gostei foi a que o Mike fica com molho de tomate na cabeça para tentar assustar o Salley.
Eu não mudaria o final, é muito bom! (Nina Krivochein)


MONSTROS S/A - COLEÇÃO AVENTURAS DISNEY PIXAR EQUIPE DISNEY PIXAR 
Editora : GOAL
ISBN : 85757500261
Espec. : INFANTILBROCHURA
1ª Edição - 2003 -
Formato: 20 x 20
16 pág.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Leitura do dia: "Avoada", de Sylvia Orthof

O livro conta a história sobre Avoada, uma sereia e Tibum, o peixinho dourado. Um dia, eles sentiram uma coceira danada e pensaram que era pulga, mas eram asas que estavam nascendo nas costas deles. E Tibum falou: "Avoada, estão crescendo duas asas nas suas costas"
E Avoada respondeu: "Nas suas também!"
Então os dois resolveram começar a testar suas asas.
Eu já disse que Avoada e Tibum moravam numa poça? Então vou falar. Eles moravam numa poça debaixo de uma bromélia no jardim.
Eles esperaram as asas secarem para voar. No caminho encontraram um papagaio. O papagaio não parava de falar coisas como: "curupaco, curupaco, curupaco". Para escapar do papagaio Tibum e Avoada voaram para bem longe...
Avoada e Tibum encontraram uma rainha chorando porque o seu filho foi capturado por alienígenas , então eles voaram e encontraram o pequeno Princípe que estava com o astronauta.
Eu gostei muito da parte que crescem as asas e Tibum e Avoada. (Nina Krivochein)


Sinopse: A sereia Avoada vivia com seu peixinho de estimação. Era uma monotonia... Por isso, quando ganharam asas, eles saíram universo afora numa louca aventura.
Autora: Silvia Orthof
Ilustração: Semiramis

Especificações Técnicas

Assunto : Literatura infanto-juvenil
Editora : Ática
Edição : 2
ISBN : 8508055439
Número de Páginas: 32
Origem : Nacional


domingo, 25 de setembro de 2011

Leitura do dia: "Bia Melancia" e "Bubu Jabuticaba", de Cristina Marques e Angela Rhod

Esses são os livros que eu li hoje e agora!
Eu gostei muito .
O livro fala sobre a Bia, a melancia e Bubu Jabuticaba.
O livro conta a historinha da melancia e fala das funções delas, como por exemplo que a melancia serve para hidratar a gente e que a jabuticaba é boa para a pele.
As ilustrações são lindas e eu amei o reino da frutolândia.
E tem mais, o livro ensina a receita de várias frutas. (Nina Krivochein)


 

 No Reino da Frutolândia - Maleta 
Entretenimento e conhecimento em 10 livrinhos + 01 CD-ROM

*Bia Melancia
*Nina Tangerina
*Jajá Maracujá
*Bambão Mamão
*Tanja Laranja
*Baba Goiaba
*Tocô Coco
*Nana Banana
*Peri Abacaxi
*Tato Abacate

ISBN:857495685-6
Editora: Edições Chocolate




segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Leitura do dia: "Doré, O Campeão" de Alcides Goulart


O livro que eu li hoje fala sobre Doré, o grande campeão. Quando nasceu, ele tinha um grande talento de assobiar.
O pai de Doré achou que ele seria muito especial e correu para  o clube e botou Doré para fazer esportes. Mas Doré não tinha muito jeito para o esporte. Ele tentou todos os esportes mas nada deu certo. O pai de Doré descobriu que o talento dele era outro.
Eu gostei da parte que o pai descobre o grande talento do filho. (Nina Krivochein)


Sinopse:
Quando Doré nasce, o pai dele anuncia: "Meu filho será um grande atleta, um verdadeiro campeão!"
Ainda pequeno, Doré experimenta vários esportes: futebol, basquete, tênis...
Será que ele vai se tornar mesmo um campeão?
Bem... isso eu não vou contar. Só digo uma coisa: você e o pai de Doré vão ter uma bela surpresa.
Autor:  Alcides Goulart
Ilustrador: Moeses Fontes de Andrade
Editora Jovem


ISBN: 978-85-99987-08-7
Páginas - 16
2ª edição

sábado, 17 de setembro de 2011

Leitura do dia: " Algum Dia", de Alison Meghee




Neste livro uma mãe fala para a menina que é a sua filha.
Eu gostei porque tem partes que o livro não fala "coisa com coisa" porque ele conta a história de uma forma diferente.
Em forma de poema a mãe conta como será o futuro da vida da filha.
Eu gostei das ilustrações porque são leves e bonitas. (Nina Krivochein)



Sinopse:
Por meio de frases e ilustrações suaves, este livro registra cenas singelas e emocionantes que de algum modo são familiares a todas as mães e todos os filhos
Autora: Alison Meghee e Peter H. Reynolds

TÍTULO: ALGUM DIA
TÍTULO ORIGINAL: SOMEDAY
ISBN: 9788560156320
IDIOMA: Português
ENCADERNAÇÃO: Capa dura
FORMATO: 21 x 19,5
PÁGINAS: 40
ANO DA OBRA/COPYRIGHT: 2007
ANO DE EDIÇÃO: 2007
EDIÇÃO: 


segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Leitura do dia: "A Roupa Nova do Rei", de Maurício de Souza

O livro conta a história de um rei muito vaidoso. Dois homens quiseram se aproveitar de disseram a todo reino que iriam tecer uma roupa nova para o rei de tecido invisível. Só que essa roupa era vista por pessoas inteligentes. 
Todos que iam ver a roupa quando estava sendo costurada, não viam nada. Mas eles diziam que a roupa era bonita porque não queriam correr o risco de pensarem que eles eram todos incompetentes. Até que chegou o dia do desfile e o rei foi desfilar pelado!
Eu gostei da ilustração da página 13 porque o rei está pelado e ninguém diz nada, só ficam muito, muito assustados! (Nina Krivochein)


Sinopse:
Cada livro desta linda coleção traz um conto clássico famoso no mundo todo, representado pelos divertidos personagens da Turma da Mônica. Os detalhes dourados na capa, as ilustrações em tamanho grande e o texto em letras legíveis despertam o gosto pela leitura, especialmente nas crianças que estão aprendendo a ler.
Autor: Maurício de Souz
Editora: Girassol


ISBN: 9788574887180
Páginas: 20



quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Leitura do dia: "Bolhas", de Dilea Frate


O livro fala sobre uma menina que achava que o mundo era feito de bolhas. Ela ficou vinte minutos no banheiro, ela estava se aprontando para o colégio. A menina pensava, no banheiro, sobre as bolhas.
Tudo que ela fazia no banheiro, ela comparava com uma bolha. E tudo que ela pensava, inventava uma história: A Bolha Gorda, A bolha Magra, A Bolha Terrorista. E no final, quando ela sai do banheiro, ela tem uma grande surpresa que eu não posso contar...
Eu adorei as ilustrações! Gostei também que tem outras histórias dentro da história. E eu também gostei porque o livro tem bastante poesia! (Nina Krivochein)


Sinopse:
" Uma menina que vivia com a cabeça nas nuvens teimava em ver bolhas em tudo: gente, bicho, poeira, comida, coisas de um mundo de TVs - bolha, computadores ? bolha, carros-bolhas, com pessoas que se trancavam em casas bolha. Talvez pensasse assim porque se sentia meio solta e perdida no mundo, como as bolhas, que, por não lhe saírem da cabeça acabaram chegando ao seu coração."
Autora: Dilea Frate
Ilustradora: Simona Traina
Editora: Cortez

ISBN: 978-85-249-1536-9
1ª Edição
24 paginas



quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Leitura do dia; " O Menino Maluquinho", Ziraldo

O livro conta a história sobre o Menino Maluquinho, ele tinha o olho maior do que a barriga, tinha fogo no rabo, tinha vento nos pés e macaquinhos no sótão.
Eu gosto muito do Menino Maluquinho porque ele usa chapéu de panela e os sapatos que ele usa não maiores do que os pés.
Eu gostei da parte que o Menino Maluquinho diz que tem dez namoradas.
Eu gostei também do final porque todos descobrem que ele não era um menino maluquinho, ele era mesmo um menino feliz!
(Nina Krivochein)


Sinopse:
Nesta obra infantil de Ziraldo, verso e desenho contam a história de um menino traquinas que aprontava muita confusão. Alegria da casa, liderava a garotada, era sabido e um amigão. Fazia versinhos, canções, inventava brincadeiras. Tirava dez em todas as matérias, mas era zero em comportamento. Menino maluquinho, diziam. Mas na verdade ele era um menino feliz.

ISBN-13: 9788506000137
Idioma: Livro em português
Encadernação: Brochura
Dimensão: 23 x 16 cm
Edição: 74ª
Número de páginas: 112
Faixa etária:  de 8 até 10 anos.






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...